5 DICAS PARA SE TORNAR UM EMPREENDEDOR DE SUCESSO

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Filho de imigrantes russos, Michael Bloomberg fez MBA em Harvard nos anos 1960 e trabalhou por décadas no Salomon Brothers, um banco de investimentos de Wall Street. Dono de uma fortuna em torno dos US$ 40 bilhões, foi duas vezes prefeito da cidade de Nova York, em 2002 e 2005. Para Mike, quando o assunto é negócios, “As bases do comércio não mudam: você precisa ter algo que as pessoas precisam e que não conseguem encontrar em outro lugar. E quanto mais elas procuram outras fontes, mais elas precisam.”

Com base em sua experiência, desde construir uma empresa do zero até comandar a cidade mais populosa dos Estados unidos, o magnata e filantropo divulgou recentemente os cinco mandamentos que o ajudaram a chegar ao sucesso. Confira a seguir e inspire-se!

  1. Assuma riscos
    A vida é curta demais para passar o tempo evitando fracassos e falhas. Em 1981, aos 39 anos, Mike foi demitido do único emprego que adorava e havia tido até então. Mas ele nunca se permitiu olhar para trás. E logo no dia seguinte assumiu o grande risco de iniciar sua própria companhia, com base numa ideia sem precedentes, que boa parte das pessoas achava que não daria certo: tornar informações financeiras disponíveis para todo mundo, em seus desktops. Isso antes da popularização dos desktops.

Em 2001, quando Bloomberg discutia sua candidatura a prefeito, a maioria das pessoas o aconselharam a não seguir adiante. Elas tinham medo de que ele fracassasse. Mas uma delas lhe disse: “se você consegue se ver dando um discurso de concessão, então por que não ir em frente?”. Esse foi o melhor conselho que ele poderia ter recebido e seguido. Portanto, para ser bem sucedido, você primeiro precisa estar disposto a falhar – e deve ter coragem para correr atrás dos seus objetivos de qualquer maneira.

  1. Faça sua própria sorte
    A sorte tem um amplo papel no sucesso, porém quanto mais duro você dá, mais sorte você tem. Seja o que for que você escolha fazer, mesmo que não seja o emprego dos seus sonhos, sempre trabalhe duro. Seja a primeira pessoa a chegar ao trabalho de manhã e a última a sair do escritório à noite. Trabalho duro cria oportunidades que seu currículo não tem condições de acompanhar.
  2. Seja persistente
    Persistência realmente compensa.Quando Mike começou sua empresa, ele ia para o centro da cidade e comprava cafés. E ele os levava até o banco Merril Lynch – seu público-alvo – e passava o dia andando pelos corredores. Mesmo se as pessoas estivessem imaginando quem ele poderia ser, ainda assim aceitavam o café. E Bloomberg continuou voltando, dia após dia, trabalhando para construir relacionamentos com clientes em potencial. Foi assim que o executivo conheceu o público de seu produto e o que eles de fato poderiam usar. Três anos depois de abrir a Bloomberg LP, o Merrill Lynch comprou 20 terminais de assinatura e se tornou o primeiro cliente da empresa.
  3. Jamais pare de aprender
    A expressão mais poderosa é “por que”. Nada é tão poderoso do que uma mente aberta e questionadora. Seja qual for o ramo que você escolha abrir um negócio, mantenha sempre uma postura de estudante. O mundo é cheio de pessoas que pararam de aprender e que pensam que já sabem tudo que precisam saber. Com certeza você conhece gente assim – e ainda irá conhecer muito mais. A palavra favorita deles é “não” e elas darão milhões de motivos por que algo não pode ou não deveria ser feito. Não dê ouvidos nem se permita ser detido ou se torne uma delas. Não se você quer alcançar seu potencial, ou mudar o mundo para melhor.
  4. Aprenda a retribuir
    Você é responsável por seu sucesso ou fracasso, mas você só consegue chegar lá se dividir a recompensa com os outros. No final do dia, pergunte a si mesmo: “estou fazendo a diferença na vida de outras pessoas?”

A primeira doação que Mike fez foi um cheque de US$ 5 a sua alma mater, John Hopkins, pouco tempo depois de ter se formado na universidade. Apesar de seus cheques serem maiores hoje, eles têm o mesmo espírito. Porque você não precisa ser rico para retribuir. Para isso, basta você se envolver, doar seu tempo e seus talentos. Em suma, é preciso apenas estar comprometido a abrir portas para os outros.

 

Fonte: Portal Varejo