QUATRO FORMAS EFICAZES DE VENDER PARA OS MILLENIALS

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Por Pamela Webber |Marketing Proofs  11 de agosto de 2017 |

Ah, o difícil e lucrativo mercado dos Millenials. Uma conquista tão tentadora, quanto frustante.

Conectar-se a este grupo demográfico não é fácil. Como a primeira geração digitalmente nativa, os Millennials foram criados na tecnologia e vivem e morrem pelas mídias sociais e seus smartphones. Quanto ao envolvimento com as marcas, eles geralmente têm um olhar mais aguçado e expectativas mais altas do que as gerações anteriores

Para ajudá-lo a conquistar essa difícil multidão , examinamos os Millennials sobre suas preferências de marketing e temos quatro idéias importantes para compartilhar.

1. As marcas devem entregar autenticidade

Os Millennials esperam autenticidade. Espere, eu retiro isso. Eles exigem isso. E nós, os varejistas, precisamos entregar isso. Millenials têm pouca paciência para o marketing que se mostra falso: alguns exemplos que os Millenials entrevistados forneceram como os piores infratores incluem anúncios de perfumes, produtos farmacêuticos, perda de peso e iogurte.

A lista continua , incluindo anúncios que usam atores evidentemente comerciais, passando-se  por usuários reais, e anúncios que dependem de uma música / jingle meloso e imagens de famílias felizes fabricadas, ao redor da mesa de jantar.

Considere também que os Millennials se preocupam profundamente com a responsabilidade social – mais do que qualquer outro perfil demográfico, de acordo com uma pesquisa de 2014 realizada pelo Nielsen Global Survey Group. Se você for percebido como tentando capitalizar-se em cima de questões sociais importantes sem autenticidade, os Millennials notarão – e eles vão levantar uma sobrancelha. Então, antes de iniciar uma campanha social, certifique-se de que há um compromisso sério com a causa.

Como a autenticidade se aplica mais especificamente ao comerciante B2B? Significa abandonar esses e-mails de vendas enlatados. Se os Millennials pudessem deslizar para a esquerda no seu e-mail de vendas, eles fariam. Em vez disso, leia sobre vendas sociais, uma maneira mais amigável para engajar os seus prospects  Millennials em suas vendas, pois você despende um tempo para conhecê-los e se envolve com eles antes de vender.

2. Sua marca deve parecer  com eles

Se você é da Geração X, os anos 90 podem parecer recentes para você, mas para a maioria dos Millennials foi há uma vida. Para atrair Millennials, seja você um comerciante B2B ou B2C, vale a pena investir na atualização do design da sua marca.

Como consumidores de conteúdo digital experientes, os Millennials estão especialmente adaptados às melhores e piores práticas de design. Entre os erros de projeto mais comuns e mais horríveis, são estes:
– Imagens de clipart
– Imagens genéricas de banco de imagens
– Links piscando
– Tipografia antiga
– Fundos de gradiente extremo
– Estética de clipart do Microsoft Word

O design gráfico pode ser uma ótima ferramenta para ajudá-lo a se conectar com os Millennials de uma maneira que pareça verdadeira para os valores deles e os seus. E não tenha medo de mostrar seu lado divertido; jogar com segurança não irá lhe dar nenhum ponto .

3. O marketing não pode ser muito agressivo

Uma pesquisa de 2014 descobriu que 84% dos Millennials não confiam na publicidade – popups, chamadas, anúncios tradicionais – que os coloca na defensiva de forma agressiva.

Millennials precisam confiar que você é autêntico, mas eles também precisam respeitar sua marca antes que eles venham comprar com você. Os métodos agressivos de vendas serão, portanto, contraproducentes e farão com que os clientes Millennials se desvinculem sua marca.

Aqui estão exemplos que nossos entrevistados Millenials citam como não-não:

– Anúncios que o acompanham pela Internet. Embora este “redirecionamento” ou “remarketing” possa ser efetivo, exagerar pode ser facilmente percebido como perseguidor.
– Anúncios que bloqueiam a tela ou o conteúdo principal ao qual o usuário está tentando acessar.
– Popups que impedem o usuário de sair de uma janela.
– Sites que tentam muito obter o seu e-mail, aumentando a captura de e-mails com muita frequência.
– Artigos Clickbait com frases sensacionais como “Você não vai acreditar no que aconteceu depois!”

4. Envolva-se através de conteúdo genuíno e de valor agregado

Fornecer conteúdo de valor agregado é uma estratégia relevante para comerciantes B2B e B2C.

O HubSpot, que fornece software de marketing e vendas, essencialmente construiu uma categoria inteira por meio de sua abordagem via conteúdo de valor agregado. A Invision também fez um bom trabalho usando o conteúdo e chegou a produzir um filme distribuído globalmente. Ambas as empresas são cuidadosas quanto ao conteúdo que criam e, e ainda mais importante, sobre como distribuem aos prospects através de mídias sociais, influenciadores, mobile, vídeos e outros canais amigáveis aos Millenials.

No front B2C, pegue uma dica da Glossier, o revendedor de produtos de beleza online que se destacou através de embalagens de produtos bem desenhadas e marketing de conteúdo criativo. A empresa foi fundada por editores de beleza que aproveitam seus conhecimentos, compartilhando o conhecimento privilegiado da indústria no blog Into the Gloss. Apresentando entrevistas fashionistas e dicas de especialistas, o blog mantém os usuários no site e, muitas vezes, os transforma em clientes através da inspiração e do suporte especializado – uma técnica decididamente mais eficaz do que lembrá-los continuamente de que seu carrinho de compras está vazio.

Conectar-se com os Millennials pode ser assustador, mas não é impossível. Quando você ganha confiança com mensagens autênticas e aplica uma abordagem de marketing amigável ao Millenial, você pode contar com eles para continuar existindo e cantar seus louvores nas suas mídias sociais e smartphones.