10 tendências e inovações no varejo brasileiro

10 tendências e inovações no varejo brasileiro
Customer experience, omnichanel e preocupação com a sustentabilidade: Veja essas e outras tendências e inovações no varejo brasileiro para o seu comércio sair na frente em 2022!
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

As inovações tecnológicas estão presentes em diversos setores da sociedade e visam facilitar a vida e atender as demandas dos consumidores.

No varejo a situação não é diferente, pois as novas tecnologias estão revolucionando a forma de o modo de vender e comprar. 

Tendências e inovações no varejo

Vamos trazer algumas tendências para o varejo brasileiro, nesse período de retomada após as transformações provocadas pela Covid-19. Vamos lá! 

Digitalização do varejo 

De acordo com os dados divulgados pela Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm), desde o início da pandemia até agosto de 2020 foram abertas mais de 150 mil lojas virtuais e o faturamento nos primeiros 8 meses cresceu 56,8% em comparação com o mesmo período do ano anterior. 

Esse cenário aponta para uma das grandes tendências e inovações no varejo brasileiro: a utilização dos meios digitais para vender produtos ou serviços

Horários flexíveis

Com o maior número de comércios eletrônicos à disposição, o cliente se acostumou a realizar compras durante qualquer momento do dia.

Afinal, os e-commerces não possuem horário de funcionamento, eles estão “abertos” para vendas tanto nos finais de semana como no período noturno e até mesmo de madrugada. 

Para muitas pessoas, isso é uma grande vantagem, visto que a rotina corrida do dia a dia não permite que possam comprar no horário comercial. 

A expectativa é que a flexibilidade de funcionamento do mundo digital se estenda também para as lojas físicas, um exemplo é  o modelo  das farmácias 24h. 

Omnichannel 

Ao citar as tendências e inovações no varejo brasileiro, é importante destacar o omnichannel. Mas o que isso quer dizer? 

O termo é uma referência à capacidade de o comércio estar presente em vários canais diferentes, tanto físicos como virtuais, para conseguir aproveitar todas as possibilidades de vendas.

Só para exemplificar, no ambiente digital o negócio pode operar simultaneamente em espaços como:

  • Facebook;
  • Instagram;
  • WhatsApp;
  • Telegram;
  • Site próprio.

Customer Experience

Um dos fatores determinantes para o sucesso do negócio é a satisfação do cliente. Isso é fundamental porque consumidores satisfeitos tendem a voltar.

Além disso, é mais provável que recomendem às outras pessoas, contribuindo para a consolidação da marca no mercado. 

Por isso, entre as tendências e inovações no varejo brasileiro está presente o Customer Experience (em português, “experiência do cliente”) que se refere à percepção do cliente durante a realização de compras.

A ideia é que os varejistas analisem o perfil comportamental de compras de seus consumidores e adotem estratégias  que levem a uma experiência positiva

Hiper personalização de produtos

Outra tendência que segue o princípio de proporcionar maior satisfação para os clientes é a personalização de produtos,  através da oferta de itens customizados e personalizados de acordo com a necessidade do consumidor. 

Só para exemplificar, na compra de artigos de papelaria, como planners e cadernos, existe a possibilidade do cliente personalizar tanto a parte interna como externa de acordo com os seus critérios pessoais

Phygital

O termo Phygital é a junção das palavras inglesas physical e digital e se refere à integração entre os ambientes físicos e virtuais com o objetivo de proporcionar uma melhor experiência para o consumidor. 

Esse é o caso, por exemplo, de um cliente que compra um produto online e retira no estabelecimento físico

Uso de dados

O uso da tecnologia digital vem ganhando cada vez mais espaço em diversos setores da sociedade, como, por exemplo:

  • educação: ambientes virtuais de aprendizagem, softwares para ensino de línguas;
  • saúde: telemedicina, prontuário eletrônico, impressão 3D;
  • indústria: automatização de tarefas, sistemas de integração, robótica avançada;
  • varejo: ambientes digitais de compras cada vez mais atrativos, serviços de entrega em menos de 24h, digitalização dos meios de pagamento, surgimento dos omnishoppers (consumidores de lojas físicas e digitais) 

Para o comércio varejista, os recursos tecnológicos disponibilizam um grande volume de dados sobre os hábitos e preferências do consumidor que podem ser usados para melhorar as estratégias de marketing e, assim, atrair mais clientes para o negócio. 

Produtos ecológicos

De acordo com uma pesquisa da Getty Images,  91% dos entrevistados disseram acreditar que o modo como tratamos o planeta terá um grande impacto no futuro, e 81% espera que as empresas demonstrem consciência ambiental.

Sendo assim, entre as tendências e inovações no varejo brasileiro não poderia faltar o aumento da utilização de produtos sustentáveis; levando em conta a preocupação do público com o meio ambiente e visando alcançar maior engajamento com esse perfil de clientes. 

Entregas rápidas

A agilidade na entrega é um fator que vem ganhando cada vez mais importância entre os consumidores. 

Um prazo de entrega reduzido pode ser o diferencial para que o cliente opte pelo seu e-commerce em detrimento da concorrência. Por isso, algumas lojas estão implementando a entrega no mesmo dia, quando possível.

No entanto, é necessário ter cautela e investir em uma boa estrutura logística para que a entrega além de rápida também seja segura e de qualidade. 

Variedade de meios de pagamento

Atualmente, o dinheiro ainda é o principal meio de pagamento, mas desde 2020, com a implementação do pix, muitas pessoas estão optando por esse método. 

O crédito é outro sistema de pagamento que continua crescendo no mercado, e muitos estabelecimentos estão ofertando cartões private label para os seus clientes. 

Uma das muitas vantagens dos cartões de loja é que ele permite o acesso ao crédito para  uma parcela da população desbancarizada e também para aqueles consumidores com dificuldade de obter crédito, pelas mais variadas razões. Ao mesmo tempo, o private label oferece segurança para o lojista

Conclusão

Para garantir o sucesso do seu comércio varejista, é importante conhecer e implementar estratégias que sigam as tendências e inovações no varejo brasileiro.

Pensando nisso, o que você acha de começar a oferecer crédito por meio do cartão private label? Conheça o WayCard, um cartão totalmente personalizado às necessidades da sua loja!

Fale com quem entende, fale com a WayUp!