Capital de giro: o que é, importância e como calcular

Capital de giro: o que é, importância e como calcular
O capital de giro é um dos pilares da vida financeira de uma empresa, pois oferece comodidade, segurança e equilíbrio nas contas, evitando que a organização sofra com imprevistos financeiros difíceis de corrigir. Conheça os tipos de capital de giro e como gerenciar esse indicador da sua empresa.
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Você sabe a importância do capital de giro para a sua empresa? Se você ainda tem dúvidas sobre a necessidade de manter esse recurso sempre positivo, saiba que o capital de giro é essencial para o crescimento saudável e sustentável do seu negócio. Sem ele é mais difícil driblar os impasses que podem surgir e afetar o crescimento da empresa, como a inadimplência de clientes ou a queda nas vendas, por exemplo. A seguir, saiba o que é, qual a importância e como administrar o seu capital de giro corretamente.

O que é capital de giro? 

Capital de giro também é chamado de ativo circulante e pode ser definido como todos os recursos financeiros disponíveis que dão à empresa a garantia de que as despesas e os custos serão pagos, mesmo durante os períodos menos produtivos.

É aquele montante necessário para quitar contas de água, luz, telefone, internet, salário de funcionários, estoque e outras despesas.

São exemplos de capital de giro:

  • valores a receber;
  • valores em caixa;
  • valores no banco;
  • pagamentos antecipados ou à vista etc. 

De uma maneira bem simples, é todo aquele ativo que pode ser usado rapidamente para movimentar os processos operacionais da empresa.

Dica: KPI: o que é, como usar e sua importância

Tipos de capital de giro 

Além de conhecer o conceito, é importante conhecer os tipos de capital de giro. Vamos lá?

Líquido 

Capital de giro líquido são os recursos com alta liquidez, ou seja, que podem ser utilizados rapidamente quando necessário. É o que sobra quando a empresa cumpre todas as obrigações financeiras, como as despesas, impostos, pagamentos de funcionários e fornecedores etc.

Neutro

Nesse caso, não há excedentes. Despesas e receitas se igualam. Não é um ponto negativo, mas é importante tentar elevar o valor das receitas.

Negativo

Significa que a empresa está gastando mais do que recebendo. Ou seja, que ela não consegue cobrir todas as suas despesas com os recursos que possui. Se identificado, deve ser corrigido o quanto antes.

Próprio

Esse é o capital de giro pertencente à empresa. Quer dizer que ela não precisou recorrer a empréstimos para ter esse recurso à disposição. 

Associado a investimentos

É voltado especificamente para as despesas relacionadas aos investimentos realizados, como a compra de maquinário, expansão da loja, contratação de pessoal especializado etc.

Qual é a diferença entre capital de giro e capital de giro líquido? 

Como vimos, capital de giro é todo o valor disponível para manter as atividades da empresa em plena operação

Por outro lado, o capital de giro líquido é o valor que resta quando são subtraídas as contas de água, luz, telefone, aluguel, internet, fornecedores e colaboradores. 

O capital de giro líquido é uma espécie de margem de folga, muito valiosa, pois deixa a empresa mais confortável e segura em relação às finanças. 

Qual é a diferença entre capital de giro e capital social?

Outro termo que muito se confunde com o capital de giro é o capital social. Vamos conhecer as diferenças entre ambos?

O capital de giro é pensado e utilizado para ações de curto prazo, como quitação de despesas, investimentos, reparos rápidos e folha de pagamento, por exemplo. 

Enquanto isso, o capital social é criado ainda na fase de planejamento da empresa, sendo utilizado para a aquisição de ativos fixos necessários para a sua abertura. Por isso, também é chamado de capital inicial.

Qual é a importância do capital de giro? 

Ele é essencial para a empresa porque é o que garante o seu funcionamento mesmo quando ela está passando por eventos como crises econômicas, inadimplência de clientes e outras situações emergenciais.

Sabendo que tem aquele recurso à disposição, a empresa tem mais liberdade para fazer investimentos, inovar seus projetos, manter sua equipe de trabalho de forma satisfatória e as atividades da organização em pleno funcionamento. 

Além disso, o capital de giro ajuda a empresa a manter o fluxo de caixa positivo, com mais entradas do que saídas, o que é fundamental para a saúde financeira da empresa.

Como calcular o capital de giro? 

Você já sabe como é importante manter um capital de giro positivo para a saúde da sua empresa. Mas, como calcular esse valor?

Em primeiro lugar, vale destacar que o capital de giro varia de acordo com o tamanho da empresa e conforme as suas atividades.

O passo seguinte é elencar todas as despesas e custos da empresa para que ela opere com todo o seu funcionamento pleno por determinado período, que pode ser mensal para facilitar o cálculo. 

As variáveis são NCG (necessidade de capital de giro), CP (contas a pagar), CR (contas a receber) e VE (valor em estoque). A fórmula fica assim: NCG = CP – (CR + VE). 

Vamos supor que uma loja de produtos esportivos tenha:

  • R$ 12.000 em contas a pagar (aluguel, fornecedor, funcionários e outras despesas)
  • R$ 15.000 em contas a receber
  • R$ 5.000 em estoque.

NCG = 12.000 – (15.000 + 5.000)

NGC = – 8.000

Isso significa que a loja de produtos esportivos está com saldo positivo, já que o cálculo é para encontrar a necessidade de capital de giro.

Além disso, é importante ter um capital de giro que cubra, pelo menos, seis meses dos custos do negócio. Dessa forma, será mais fácil lidar com possíveis imprevistos financeiros que possam surgir pelo caminho.

Dica: Por que atualizar a base de dados do seu negócio? 

Como administrar o capital de giro? 

Como o capital de giro é um dos pilares da empresa, a sua gestão é uma tarefa que deve ser desempenhada com bastante atenção. Confira algumas dicas:

Tenha um planejamento

Com o planejamento, o gestor tem um domínio maior das finanças e de todas as outras atividades da empresa, sabe quais caminhos seguir e se prepara melhor para eventualidades.

Seja organizado

Mantenha todos os dados financeiros da empresa organizados. Registre as entradas e saídas, as despesas e os custos, os períodos de maior e menor venda e o que mais for relevante. É a melhor maneira de enxergar a empresa a longo prazo e com segurança.

Avalie seus custos

Veja se é possível reduzir as suas despesas, seja negociando com fornecedores, cortando gastos desnecessários, reavaliando impostos e taxas e outros custos dispensáveis no momento.

Antecipe crédito

A antecipação de recebíveis permite o acesso fácil e rápido a valores que estariam disponíveis apenas meses depois. Para empresas que vendem muito a prazo, a antecipação de recebíveis é uma excelente estratégia para manter o fluxo de caixa e o capital de giro positivos.

Tenha um bom sistema de cobrança

Um setor ou uma equipe específica de cobrança é indispensável para a gestão de clientes, especialmente os inadimplentes, garantir um melhor retorno financeiro para a empresa e um fluxo de caixa saudável.

Se a sua empresa ainda não tem ou não gerencia o capital de giro, está na hora de mudar esse comportamento. Esse é o primeiro passo para ter um negócio mais seguro e financeiramente estável

Conheça os benefícios da WayUp para seu negócio

A WayUp pode ajudar você a alcançar os melhores resultados nos seus negócios. Aqui, você conta com soluções completas para a oferta de crédito, incluindo a antecipação de recebíveis e gestão de compras.  A ampliação do poder de compra do seu cliente, o programa de fidelidade e o clube de vantagens também auxiliam no aumento do seu capital de giro.  

Nós utilizamos tecnologia de última geração para alcançar os melhores resultados, como Biometria Facial, Inteligência Artificial e Machine Learning. Entre em contato e conheça mais de perto os nossos serviços.